New & Best #natureza 2019


“Ninguém entra ou sai da vida de ninguém por acaso. O problema é que, às vezes, demoramos para entender o real motivo de determinada pessoa ter cruzado o nosso caminho. Outras vezes, acabamos dando papeis supervalorizados aos personagens que passam pelo filme das nossas vidas.Sabe aquele ator coadjuvante que você achou que fosse ser o principal? Aquela barreira da corrida? Aquele barco que te levou até o porto ou até mesmo aquele que naufragou e te deixou a deriva. Especialmente este segundo barco. Talvez ele tenha sido o mais importante. Sim! Afinal, sem ele você não teria aprendido tanto. Há pessoas que são o caminho, não a chegada. Há pessoas que são a viagem, não o destino. Por isso é preciso também muita maturidade emocional para entender quando for a sua vez de ser o barco. Aceite. Você nem sempre será o personagem principal de todas as histórias. Não queira ser o motivo para duas pessoas que se amam ficarem separadas. O que é seu está guardado e vai encontrar uma forma de chegar até você. Experiências ruins também te fazem crescer. Por pior que uma pessoa possa ter agido em relação a você, ela vai, no mínimo, servir para te ensinar a não ser igual a ela. O simples fato de te mudar de alguma forma, já faz dela uma parte fundamental da sua história. A nossa trajetória neste mundo é um ir e vir infinito. Nem todo mundo chega para ficar. Uns deixarão saudade, outros, aprendizado. Não é porque um relacionamento acabou que ele não tenha dado certo. Não é porque uma amizade chegou ao fim que não tenha valido a pena. Tudo isso faz parte do processo. Penso que cada um de nós é o reflexo dos lugares que visitou e das pessoas que conheceu. Seja pelo amor ou pela dor, cada pessoa ou experiência acaba te moldando de alguma forma, ajudando a formar aquilo que você é, quer você queira, quer não. Nunca é por acaso. Nada e nem ninguém. Sempre tem um motivo. Sempre fica um aprendizado. Aprenda a deixar as pessoas irem. Esteja de braços abertos para receber aquelas que estão por vir. Esse rio é bastante longo e ainda existem muitas curvas, subidas e descidas, até que ele possa finalmente se encontrar com o mar.”

Tags: